Mercadão de Madureira

0
34

Edição 279 – 05/12/18 a 20/01/19
Turismo
Por Gabriela Mendes e Ursulla Lodi Gira Mundo – www.bloggiramundo.com
Fotos: Divulgação

Conhecer o Mercadão de Madureira é muito mais do que ir a um mercado popular onde se acha de tudo um pouco. É mergulhar na história do subúrbio do Rio de Janeiro, para além dos trilhos dos trens, e se deparar com o movimento de mais de 80 mil pessoas que passam por lá todos os dias.

O Mercadão começou sua trajetória em 1914, quando era uma feira livre onde hoje fica a quadra da escola de samba Império Serrano. Nos anos 50, quando o Brasil estava de vento em popa na modernização, ele mudou para um endereço bem próximo e se tornou o principal centro de distribuição de alimentos do subúrbio. Porém, nos anos 2000 um incêndio colocou o mercado abaixo e, depois de uma grande renovação ele foi reinaugurado, com uma nova estrutura toda organizada. Atualmente o espaço mantém essa organização, tem até ar-condicionado, além de ser referência como um dos melhores e mais importantes centros comerciais do Brasil.

“Olha o pesado!”: um pouquinho do mercado mais democrático, popular e organizado do Rio de Janeiro

São mais de 580 lojas separadas em dois andares com produtos dos mais variados possíveis e com preços bem camaradas. Algumas das principais são as focadas em artigos religiosos, principalmente com objetos usados nas cerimônias afro-brasileiras. A Casa dos Orixás é a mais famosa, mas há outras 24 com essa especialidade.

Outro destaque vai para o espaço dedicado às ervas e flores, no Mercadão das Ervas. Ali, além de você encontrar temperos, todos os males são curados, com banhos de patchouli e chás para todo tipo de doença ou superstição.

No primeiro piso os corredores são repletos de artigos de festas, que reúnem uma variedade inacreditável. Sabe a temática mais aleatória que você já pensou para alguma festa? Pois é, lá você encontra.

Além disso, há venda de alimentos, itens de beleza, roupas e outros espaços que parecem que pararam no tempo. Uma das lojas que me chamou atenção era especializada em saquinhos para pipoca e churros, com as estampas mais nostálgicas possíveis, como a famosa “Feito com Amor”.

Já na Aluap Pipas você encontra tudo para confeccionar sua própria pipa ou compras elas prontas, o sonho de toda criança que nasceu antes da era do celular. Se o assunto é botão também tem uma loja só para isso, no Zé Botão, com todas os estilos possíveis e imagináveis.

No Mercadão dá pra comprar até animais vivos – se ela vai virar canja ou trabalho, aí é com você. Os corredores despertam os sentidos com suas cores, cheiros e, conforme a tarde vem chegando o espaço fica repleto de muita, mas muita gente.

Porém, mesmo que seu objetivo não seja fazer compras, vale a pena conhecer o Mercadão de qualquer forma, seja para observar as lojas e o fluxo de pessoas, que é gigantesco ou fotografar as mil e uma cenas que rendem bons cliques. Existe inclusive opção de visita guiada com a experiência do Airbnb Experiences que a Adriana oferece na plataforma digital.

Ficou curioso?

Para chegar lá: Supervia Carioca sentido Belford Roxo e Santa Cruz para Madureira; ou estação “Mercadão” do BRT.

Quando ir: dá para visitar o mercado o ano inteiro, porém fique atento às épocas antes das grandes festas, como Natal e Carnaval, que costumam lotar mais ainda. O horário da manhã é sempre mais tranquilo.

Horário de funcionamento: segunda a sábado, de 7h às 19h; domingos até às 14h. Av Min. Edgard Romero, 239 || Rua Conselheiro Galvão, 96 Madureira
Site oficial: mercadaodemadureira.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here