Os Tons e Sons do vinho

0
164

Edição 277 – 10/10/18 a 10/11/18
Gourmet
Andre Pellegrino – Somelier / Salumeria Deli

Adentrarmos no maravilhoso mundo da música nos remete a diversas lembranças, e afloram emoções vividas alhures que despertam em nós os sentimentos mais diversos e inaudito prazer.

Vinho e música não somente podem ser combinados como interagem sinergicamente e de forma apaixonante. Experimente um Borgonha Tinto ouvindo Et Si Tu N Existais Pas, um Borgonha Branco com Non Je Ne Regretterien ou ainda um Pauillac com La Vie en Rose. Se preferir os italianos deguste seu próximo Valpolicella ouvindo Vivo Por Ella ou um Barolo com Noi Due Per Sempre. Os fãs de Sinatra irão adorar My Way com um Cabernet do Napa Valley ou The Trill is Gone, um clássico do Blues com um Pinot Noir do Oregon. Oscar Peterson Trio fica ainda melhor na companhia de um fresco e expressivo Pinot Grigio da Califórnia. As combinações possíveis vão ad infinitum, depende da inventividade e da sensibilidade de cada um sendo sempre gratificante aos sentidos.

A harmonização entre vinho e música transcende o simples relaxamento, nos faz imergir em uma atmosfera quase de transcendentalidade, muitas vezes próximo ao êxtase. Estudos científicos relatam que partes do cérebro são ativadas quando ouvimos música e geram intenso prazer. Estes cientistas avaliaram a pressão sanguínea exatamente no momento em que as pessoas diziam sentir este estado quase místico de êxtase. Evidentemente estamos dentro de uma esfera de subjetividade, difícil de ser apreendida por meio de palavras, onde apenas a experiência poderá ser plena se vivenciada individualmente de acordo com as experiências intrínsecas de cada indivíduo.

É preciso experimentar com atenção e então fazer suas próprias escolhas. Garanto porém que o resultado será sempre gratificante. Muitos irão preferir música clássica, outros Jazz ou Samba e assim por diante, o resultado será sempre a gratificação dos sentidos. Assim como na escala musical existe uma harmonia, no vinho também subjaz uma ordem há ser interpretada, compreendida, possibilitando diferentes leituras interpretativas. Algo fascinante e revelador e que ouvirmos a mesma música diante do mesmo vinho poderemos absorver sensações variadas em consonância com cada momento que experimentamos. Isto e a beleza e a subjetividade que brota e floresce da união mágica desses dois elementos, a Música e o Vinho. Alias os místicos afirmam que o Universo e uma verberação da propagação do som primordial, ou seja tudo e ritmo, e o ritmo esta presente no âmago de todas as coisas.

Assim convido a cada um de vocês a vivenciarem essa experiência mágica, única e iluminadora e atestarem os efeitos dessa união mágica. Vinhos em ótima companhia e música ecoando em nossos corações.

Na Amendola Salumeria Bistrô a cantora Vania Rabelo desfila por clássicos que atendem aos mais variados gostos, sempre com elegância e emoção nas noites de sexta, momentos de celebrar a vida, pacificar a mente e transbordar o coração.

Salve o vinho e até o nosso próximo encontro.

Tin Tin!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here