Segue viva a esperança

0
32

Edição 279 – 05/12/18 a 20/01/18
Editorial

Fogos de artifício? Um fim de ano melancólico para um início esperançoso. De qualquer forma, o bairro como palco da maior festa de virada de ano do país! De uma Copacabana que agoniza, mas como o samba, ela não morre! De um bairro que vive entre tiroteios, assaltos, moradores de rua, mas também da arte nas ruas, os anos 70 retratado pelo teatro. O “cartão postal” que assume mais uma vez o protagonismo.

No que pensar ao pular as sete ondinhas? Talvez na própria virada, ou na esperança de que as lojas parem de fechar e os investimentos no bairro possam vir, de que o subemprego e o descaso com a Terceira Idade darão lugar ao emprego e à civilidade. Que o próximo ano possa ser de prosperidade e escolas públicas funcionando. Menos dinheiro no bolso deles, mais dinheiro para o nosso bolso, investimento em saúde, educação, saneamento, moradia. Aquele pensamento positivo para que nossos representantes se deem conta de que nosso bairro precisa de calçadas limpas e sem buracos, para evitar acidentes. Que cada pouco que nós e nossos vizinhos façamos, represente uma grande mudança para melhor na comunidade como um todo. Menos crianças pedindo esmola, mais crianças na escola.

Que sigamos com a eterna esperança na renovação, na permanência e continuidade dos trabalhos bem feitos, na esperança através do sorriso de cada criança.

O Jornal Copacabana Gratuito é testemunha das mudanças e acontecimentos desde 1996, quando foi às ruas pela primeira vez, em 14 de fevereiro. Impresso e eletrônico (jornalcopacabana.com.br), o seu veículo de confiança está prestes a completar 23 anos e seguimos atentos, com parceiros que valorizam e apoiam a cultura e conhecimento oferecidos gratuitamente pelo Jornal Copacabana, feito com amor, dedicação e esperança.

Boas festas e feliz 2019!

 

Visite, interaja, dê ideias e opiniões, assim, faremos um site cada vez mais conectado ao nosso público.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here