A hora certa

0
31

Edição 275 – 01/08/18 a 31/08/18
Amor aos bichos
Dr. Jayme Sandall Junior – CRMV-RJ 7122 / desvet.blogspot.com

Qual a hora certa de se adquirir um cachorro? Existe isso? Existem várias respostas possíveis para essa pergunta. Isso porque existem vários fatores que devem ser levados em conta. Mas o principal deles é: tenho tempo?

Sim, na verdade o tempo é essencial para se tomar a decisão de ter um cachorro de estimação. Diferente de peixes, aves ou mesmo gatos – que são mais independentes -, os cães precisam de contato e companhia.

Por isso, antes de qualquer coisa você tem que se perguntar se tem tempo. Se você sai de casa de manhã bem cedo e só volta tarde da noite, isso não o impede de ter um cão, desde que você tenha consciência de que, quando chegar em casa, terá que dedicar tempo ao seu amigo: brincar com ele, dar comida, passear… Algumas raças, como shi tzu, bassethound ou chow chow, toleram melhor a solidão, mas mesmo eles carecem de contato com seus donos. Ficar sozinho por algumas horas é possível, mas se o dono chegar em casa exausto, e só quiser tomar um banho e dormir, o cão se sentirá muito solitário, e isso não será uma relação saudável para ninguém.

Portanto enfatizo: pergunte-se sempre se você tem tempo. Pense na sua rotina e veja se há espaço para encaixar um cachorro. Se a resposta for “sim”, converse com um médico veterinário sobre a raça que melhor se adapta às suas condições específicas. Para famílias grandes opte por cães com mais energia e que se socializam melhor, como o labrador; para apartamentos pequenos com crianças, raças ativas e pacientes, mas de pequeno porte, como poodle ou shi tzu; ambientes familiares mais tranquilos e silenciosos, opte por uma raça mais calma como o buldogue inglês; pessoas que saem de manhã e só voltam à noite, pensem nas raças que ficam melhor sozinhas, como chow chow. Enfim, pensem bem.

Pensem bem antes de adquirir um cachorro. Lembre-se do peso e da responsabilidade atrelados a essa decisão. Lembre-se também que seu cão viverá por muitos anos, e que você será responsável por ele em todos os aspectos. Ele depende de você totalmente.

Não compre ou adote baseado em um impulso, ou pela beleza de determinada raça, ou porque algum amigo te indicou. Faça, sim, depois de refletir muito e de conversar com algum médico veterinário que lhe ajudará em sua decisão. Ou seja, comece a dedicar tempo ao seu futuro cão antes mesmo de adquiri-lo. E, depois da decisão tomada, lembre-se que será sua obrigação (e um grande prazer!) dedicar tempo ao seu amigo.

Grande abraço e até a próxima!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here