A taça do mundo é nossa!

0
71

Edição 273 – 01/06/18 a 30/06/18
Editorial

A taça da desorganização, da corrupção, do preconceito, do retrocesso, como aquela, outrora, roubada e transformada em barras de ouro.

Na última Copa se fez dinheiro através das obras superfaturadas. Logo aqui, na nossa casa. A taça para quem trocou o estádio Mário Filho, o Maracanã, por interesses, distanciando-o do futebol, do público.

A taça do mundo é nossa! Ganhamos em assassinatos de negros, jovens… A taça do desemprego, da falta de oportunidades, de educação, de saneamento básico… Dos altos impostos, da inflação, da recessão… A taça do empobrecimento da população, da criminalidade – nas fronteiras, nas grandes cidades, nas pequenas cidades, nos quatro cantos do país, do Oiapoque ao Chuí. A taça da insegurança, da redução do direito de ir e vir, da desigualdade social, das crianças nas ruas, do trabalho escravo, da prostituição infantil, da valorização dos jogadores de futebol com os maiores salários, das ruas não enfeitadas, da população desinformada. A taça do mundo é do país de acéfalos que cogitam o retrocesso, a volta da repressão, do fim da liberdade e do direito conquistado através da democracia. A taça é desse País cuja maioria de pobres é de crianças. A taça é dos desinformados, dos ignorantes e vulneráveis.

Mas também a taça da última esperança de quem aprende com a dificuldade a ser um povo heroico, bravo e retumbante, que não foge à luta. A taça da beleza natural e alegria espontânea, da superação, da fé. Pátria Amada, Brasil!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here